sábado, 7 de novembro de 2015

Bem-vindo ao Inferno – A História de Vana Lopes

Resenha: Bem-Vindo ao Inferno – A História de Vana Lopes,
a Vítima que Caçou o Médico Estuprador Roger Abdelmassih
- Claudio Tognolli e Malu Magalhães - 



Vana Lopes foi uma das vítimas do médico estuprador Roger Abdelmassih. Sua busca por justiça começou em 1993, e passou por diversos percalços e incidentes estranhos, como um boletim de ocorrência desaparecido da delegacia. A luta para localizar Abdelmassih, após ele ganhar um habeas corpus do STF e fugir do país, é um dos maiores exemplos de determinação e coragem que o Brasil já viu. Enquanto a polícia não conseguia pistas, Vana soube utilizar com maestria e criatividade as redes sociais e a mídia, para se transformar em uma catalisadora de informantes e juntar documentos – entre movimentações financeiras e viagens – que conduziram a polícia à capturado criminoso.

      Vana Lopes é personagem de "Bem-Vindo ao Inferno", livro em que relata o trauma sofrido quando tentava engravidar na clínica do médico Roger Abdelmassih.
      O trauma, o sofrimento de mais de 20 anos e o desejo de ver seu agressor e o agressor de dezenas de mulheres punido, são narrados em Bem-vindo ao Inferno – A História de Vana Lopes, a Vítima que Caçou o Médico Estuprador Roger Abdelmassih, livro escrito de forma romanceada pelos jornalistas Cláudio Tognolli e Malu Magalhães.
      Vana e o marido já tinham uma filha adotiva quando procuraram o “doutor vida”, em 1993, para terem filhos biológicos através de reprodução assistida, oferecida por este, que seria então, o melhor médico do gênero em nosso país.
      A empresária, então com 33 anos, pisou pela última vez na clínica de Abdelmassih, na capital paulista, em 15 de agosto daquele ano. Naquela tarde, desacompanhada, foi sedada para a terceira tentativa de inseminação. Daquela vez, o efeito da sedação acabou antes do previsto, e, lenta e confusa, Vana conta ter acordado com o ex-médico sobre ela.

“Na hora, tive ânsias ao ver Abdelmassih ejaculando em mim, gemendo, e eu não entendia por que não conseguia me debater. Parecia um pesadelo”, lembra Vana.
      
      Estuprada sob o efeito de anestesia, por Roger Abdelmassih dentro da clínica, Vana sofreu sérios problemas de saúde decorrentes da relação sexual forçada. Em decorrência do estupro, ela teve uma peritonite aguda, infecção generalizada no abdômen. A doença a fez perder as trompas e parte de um ovário. Numa transfusão de sangue, foi contaminada pelo vírus da hepatite C. Os embriões não vingaram. E, meses depois, quando teve finalmente, coragem de contar a violência sofrida ao marido, o casamento de seis anos, acabou.
      A exemplo de algumas das 39 vítimas cujos casos chegaram à Justiça, Vana mergulhou numa profunda depressão. Engordou 50 quilos, desenvolveu diabetes e quase morreu, ao abusar de remédios para dormir, dois dias após o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes ter concedido habeas corpus a Abdelmassih, livrando-o da cadeia na véspera do Natal de 2009.
      Para Vana, a notícia chegou como um segundo estupro, desta vez, moral. Aos poucos, reuniu forças e encontrou apoio na rede que montou pela internet, com o blog Vítimas Unidas. Começava ali a caçada pelo fim da impunidade do ‘‘médico das estrelas’’.
      Roger Abdelmassih era um dos mais renomados especialistas em reprodução assistida no Brasil. Casais de todo o país e celebridades como Tom Cavalcanti, Pelé e Luiza Tomé procuravam a clínica do ex-médico, em São Paulo, para ter filhos. Após 60 mulheres o terem acusado de crimes sexuais, foi preso no dia 17 de agosto de 2009.
      Em 23 de novembro de 2010, Roger foi condenado a 278 anos de prisão por 56 estupros. Não foi preso na época, em virtude de habeas corpus concedido pelo STF, em 2009.
      Em fevereiro de 2011, o habeas corpus foi cassado pelo próprio STF. Abdelmassih fugiu do país, com a mulher, sua ex-paciente e ex-procuradora da República Larissa Sacco, de 38 anos, e os filhos gêmeos do casal.
      Com a fuga de Abdelmassih do país, em 2011 — ano em que o Conselho Regional de Medicina de São Paulo cassou seu registro profissional — Vana começou a montar uma rede de informantes, usando o Facebook. Criou a página Vítimas Roger Abdelmassih, que atraiu mulheres abusadas sexualmente pelo ex-médico e informantes interessados em colaborar. 
      Foi por esse canal que Vana recebeu e catalizou informações e documentos importantes para a localização do foragido, contribuindo com a polícia para a captura de Roger. Tudo era repassado para as autoridades policiais, incluindo celulares que foram grampeados e documentos de movimentações financeiras.
      O médico das estrelas, que ficou quase quatro anos foragido, foi preso no Paraguai, em 19 de agosto de 2014.
      Vana e outras vítimas foram vê-lo chegar ao aeroporto de Congonhas. Diante dele, a estilista se encheu de coragem e disse:
— Bem-vindo ao inferno!
     
    
     Abdelmassih está detido no presídio de Tremembé, a 140km da capital paulista.
     Agora, Vana dá início à ONG Vítimas Unidas, que oferece apoio para mulheres que sofreram abusos sexuais por criminosos não tão notórios quanto o ex-médico. Parte da renda do livro será destinada à ONG.
    Vana se desnuda de pudores, transborda sentimentos represados e nos dá uma lição de determinação e superação.    
     Este livro mexeu com as minhas mais profundas emoções e me levou a refletir e solidarizar-me com as vítimas de abusos em todo o planeta.
     Recomendadíssimo!!

     
Resenha por: Fabiana Strehlow
Parceria: Arca Literária

Capa nº 7 - A foto de uma pessoa famosa



14 comentários:

  1. Uau Fabi, que história forte e tocante. Que bom que apesar de todo sofrimento, ela teve coragem de fazer justiça. Nunca vou me esquecer de quando tudo foi divulgado sobre esse médico, descobrimos que foi onde a nossa amiga fez as inseminações dela. Que medo! Beijos e que bom que gostou da leitura. Mi

    Blog Recanto da Mi

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que história! É impressionante ver como as pessoas foram corajosas ao se unir a favor da justiça.
    Bjs
    http://coisinhasaleatorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei demais a premissa desse livro
    E sua resenha ficou maravilhosa
    Beijos

    http://myself-here1.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  4. Olá, apesar de eu não ter me interessado no livro, não posso deixar de ver que ele tem uma trama interessante. Quem sabe um dia eu dou uma chance ao livro, mas não no momento.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  5. Gente... sem palavras! Chocada com este livro!!
    A Vana com certeza foi uma mulher muito guerreira e batalhadora, que lutou pra ajudar muitas mulheres que foram vítimas deste monstro! A escrita romantizada, deve ter dado um ar mais dramático para o historia. Parabéns pela resenha!
    relicariodepapel.wordrpess.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Fabiana, muito interessante o livro, e ver como ela transformou um trauma em uma forma de ajudar as pessoas. É um assunto que todos deveriam dar atenção!

    ResponderExcluir
  7. meu Deus :o
    que tenso isso, e pior que não recordo desse caso, não vem nada à mente sobre isso...
    imagino o horror que ela deve ter passado...
    certamente é uma leitura que eu gostaria de fazer...

    ResponderExcluir
  8. Intenso, né?
    Não conhecia!!
    Adorei a resenha ;)

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  9. Oiii, que história forte e emocionante hein, adorei de verdade. É tipo de um livro que eu sempre procuro para ler e agora já está na minha lista. Obrigada pela indicação.
    Beijooos
    Segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Que premissa maravilhosa, tocante! Amei sua resenha e fiquei muito interessada no livro!

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia o livro, mas conhecia a triste história. Agora quero ler o livro e conhecer a história de determinação e superação desta mulher. Achei fantástica também a coragem de expor isso em livro.
    Minha próxima leitura.

    LETRAS COM CAFEÍNA

    ResponderExcluir
  12. oi. não sabia da existência do livro, mas conheci o caso que envolveu esse homem na televisão. realmente algo muito triste e deplorável.
    não é o tipo de leitura que eu costumo ler, mas espero que sirva pra dar forças a mulheres que sofrem esse tipo de coisa.
    tem q ser denunciado.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  13. Minha flor, emocionei-me com sua resenha. Só de ler o relato do que essa vítima passou… Sua vida e seus sonhos destruídos por esse abusador. A justiça CEGA e FALHA do nosso país, cada vez mais se revelando incapaz de colocar atrás das grades um criminoso serial. Enfim, tenho certeza de que choraria lendo essa obra por questões pessoais. Com certeza, quero lê-lo e espero ter forças para chegar ao final.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Nossa, eu não fazia ideia da existência deste livro, mas fiquei extremamente interessada na leitura. Não somente por se tratar de um relato verídico, mas também por descobrir a história de vida desta guerreira cujo nome eu só ouvi falar agora. Certamente um livro para ser lido por todos.

    ResponderExcluir